A Casa do Conhecimento tem como objetivo primordial a inclusão digital das populações na Sociedade da Informação e o reforço das suas competências e qualificações, num espaço de criatividade e inovação para o desenvolvimento e experimentação de tecnologia.

Esta iniciativa assume-se como um exemplo da adoção do paradigma da inovação aberta no contexto de um município, como uma nova fórmula de governação envolvendo órgãos de poder local, universidades, centros de I&D, entidades de desenvolvimento local, empresas locais, mas também os cidadãos, integrando assim todos os seus contributos e competências.


As tecnologias digitais, cada vez mais acessíveis, têm o potencial necessário para transformarem as aprendizagens na sua forma e no seu conteúdo, não apenas para o acesso e transmissão de informação, mas também como ferramentas para a expressão criativa, em que as pessoas se envolvem ativamente no processo de aprendizagem e com maior motivação. Trata-se não só de interagir mas também de criar!


As Tecnologias Criativas são o tema principal da Casa do Conhecimento!


Com um forte pendor nas tecnologias de informação, a Casa do Conhecimento visa contribuir para o reforço da vivência digital e para o incremento da inclusão e da fluência digitais das pessoas. Trata-se de disponibilizar um conjunto de serviços e atividades que possibilitam o acesso a tecnologias de informação aplicadas em contextos do quotidiano, sejam estes de formação, cidadania, trabalho ou lazer, contribuindo para combater a exclusão digital e consequentemente a exclusão social.


Assim, o município de Vila Verde tem vindo, nos últimos anos, a operacionalizar esta visão estratégica. Em 12 de setembro de 2008 constitui a “Associação Casa do Conhecimento” com os parceiros Universidade do Minho e Centro de Computação Gráfica. A 18 de agosto de 2010 é assinado um protocolo de “Constituição e implementação da Rede Casas do Conhecimento” em que o conceito é alargado aos municípios de Fafe, Paredes de Coura e Vieira do Minho. É assinado a 17 de Maio de 2011 o "Protocolo de Cedência de Uso de Marca”, em que o município de Vila Verde cede o uso da marca portuguesa Casa do Conhecimento a favor dos restantes elementos da Rede Casas do Conhecimento.


0 comentários:

Enviar um comentário

 
;