Missão Missão

Promover o conhecimento, a criatividade e a inovação, criando condições de igualdade no acesso às tecnologias digitais. A Casa do Conhecimento tem como objetivo primordial a inclusão digital das populações na Sociedade da Informação e o reforço das suas competências e qualificações, num espaço de criatividade e inovação para o desenvolvimento e experimentação de tecnologia.

Eixos de programação Eixos de programação

Tecnologias Inclusivas

A Casa do Conhecimento permite o acesso às tecnologias da informação no contexto da Sociedade da Informação numa lógica inclusiva, disponibilizando um conjunto de serviços que possibilitam o acesso a tecnologias aplicadas em contextos do quotidiano, contribuindo desta forma para fomentar a inclusão digital e social.

Tecnologias Educativas

O Município de Vila Verde pertence à Associação Internacional das Cidades Educadoras, uma iniciativa que vai ao encontro de um conceito de educação amplo e plural, que abarca contextos de educação formal e não-formal. Neste sentido, a Casa do Conhecimento representa um contributo relevante para a implementação de uma cidade educadora ao constituir-se como uma infraestrutura urbana de cariz tecnológico para a conectividade digital, disponibilizando um centro de recursos partilhado para a comunidade escolar, na área das tecnologias educativas.

Tecnologias Criativas

A Casa do Conhecimento é um espaço aberto às tecnologias criativas, que na sua amplitude, permitem desenvolver processos de aprendizagem e criatividade, passando por etapas de experimentação, exploração e reflexão.

Notícias Notícias

Voltar

I CONGRESSO DE BRINQUEDO PORTUGUÊS - É importante que as crianças brinquem e construam os seus próprios brinquedos

 

A Casa do Conhecimento de Vila Verde acolheu, nos dias 27 e 28 de outubro, o I Congresso de Brinquedo Português, que teve início no dia 26, no Instituto de Educação da Universidade do Minho. Da organização deste congresso fizeram parte o Museu dos Biscainhos, a ADOL – Centro Interpretativo do Brinquedo, a Universidade do Minho, a Casa do Conhecimento e o Município de Vila Verde.

Este Congresso foi uma iniciativa diferenciada em Portugal, na medida em que procurou abarcar uma visão multidisciplinar sobre o brinquedo, nomeadamente do brinquedo português. As intervenções de especialistas nacionais e estrangeiros de diferentes quadrantes, permitiram refletir sobre o brinquedo e o brincar, desde tempos longínquos na sua forma mais convencional e tradicional, até à atualidade com as novas tecnologias.

Neste congresso foi realçada a importância da necessidade da criança brincar e da relevância didática deste ato, pois a criança aprende brincando, assim como, foi focada a necessidade de recuperar práticas de envolvimento das crianças na construção dos brinquedos. Os especialistas defenderam que a criança pode e deve ter um papel ativo na construção dos seus brinquedos independentemente da origem da matéria-prima, que pode ser um recurso da natureza ou um kit de eletrónica e mesmo a programação. O papel ativo da criança na construção de brinquedos permite-lhe não só momentos lúdicos e pedagógicos, mas dá-lhe também a oportunidade de deixar de ser apenas consumidora de brinquedos e passar a ser a produtora/construtora dos mesmos.

Na sessão de encerramento o Presidente da Câmara Municipal de Vila Verde, Dr. António Vilela dirigiu um agradecimento especial à Comissão Organizadora pela iniciativa e sucesso do I Congresso de Brinquedo Português. O autarca manifestou especial satisfação pela realização deste Congresso em Vila Verde, que está e estará sempre disponível para receber e apoiar iniciativas desta natureza.

Na sua intervenção o Presidente da Câmara considerou de primordial importância as reflexões feitas durante o Congresso para melhor compreender a criança e a infância, de forma a promover na sociedade uma educação mais adequada às mesmas.

Concluiu deixando à organização o repto da realização em Vila Verde, da segunda edição do Congresso de Brinquedo Português.

30 de outubro de 2017

GALERIA FOTOGRÁFICA

 

 


Espaços Espaços

Teatro Virtual 

Auditório multimédia dotado de um sistema de projeção estereoscópica (3D).

Sala das Tecnologias Criativas

Área de exposição destinada às tecnologias criativas, onde poderão estar, em modalidade temporária, módulos de robótica, eletrónica, realidade aumentada, impressão 3D.

Exposição Interativa Área de exposição onde se pode interagir com módulos interativos.

Sala Imersiva

Espaço constituído por um sistema audiovisual, proporcionando um ambiente imersivo.
Salas de Formação/Polivalente 
Duas salas versáteis, equipadas com sistemas de projeção multimédia e quadros interativos para formação, de instalação de laboratórios temáticos, exposições, workshops.