terça-feira, 18 de novembro de 2014

A Casa do Conhecimento no XIII Congresso Internacional da Rede de Cidades Educadoras

O Município de Vila Verde esteve representado pela Casa do Conhecimento no XIII Congresso Internacional da Rede das Cidades Educadoras, que integra mais de 450 cidades/Municípios nacionais e internacionais. Esta Rede Internacional tem como objetivo principal estabelecer permutas, cooperação e avanços no desenvolvimento e implementação de práticas inspiradas nos princípios da Carta das Cidades Educadoras.

A representar o Município neste Congresso, que decorreu em Barcelona entre os dias 13 e 16 de novembro, estiveram a Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes e o Coordenador da Casa do Conhecimento, Eng. José Ismael Graça.

O contributo de Vila Verde para este evento de escala internacional consistiu na apresentação, em modalidade de workshop, do caso "MobiCurtas da Casa do Conhecimento", estando presente no mesmo painel os casos de S. Paulo - Brasil, com o projecto "VAI - Valorização de Iniciativas Culturais" e o "Centro de Música, Teatro e Dança - Fondación ARC" do bairro Raval, em Barcelona.

De acordo com a Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social "esta participação do Município de Vila Verde causou um forte impacto nas delegações presentes e em toda a plateia, uma vez que a Casa do Conhecimento visa possibilitar o acesso às tecnologias de informação no contexto da sociedade de informação numa lógica inclusiva e, ao mesmo tempo pretende atenuar a curva de aprendizagem no que concerne a utilização destas novas ferramentas."

Além disso, continuou "o caso apresentado contribuiu para demonstrar a validade das tecnologias no desenvolvimento da criatividade dos jovens estudantes das escolas de Vila Verde, na produção de curtas metragens alusivas à temática das lendas locais. Ficou assim patente o potencial de inclusão social e o contributo para a criatividade e democratização no acesso de todas as pessoas às tecnologias digitais."

A adesão do Município de Vila Verde, em setembro de 2013, à Associação Internacional das Cidades Educadoras tem na sua base a tomada de consciência da amplitude do conceito EDUCAÇÃO, que não se limita apenas à resolução de problemas operacionais, de comunidades escolares concretas, mas abarca toda a sociedade civil, nos vários estádios da sua vivência pessoal e social, com necessidades e aprendizagens necessariamente diferentes.

Nesta aceção de EDUCAÇÃO, não se pode deixar de percecionar a ação municipal como uma estratégia integradora que passa inevitavelmente pela realização de um trabalho colaborativo e em rede, quer ao nível do seu funcionamento interno, quer na sua ação externa, considerando a sociedade civil em todas as esferas da vida pública, informando em simultâneo a sua intervenção com os seus contributos e práticas.

O Município de Vila Verde tem desenvolvido várias iniciativas e projetos que refletem estes pressupostos e que têm na sua génese a premissa de envolver gradualmente os cidadãos e cidadãs na tomada de decisões que lhes digam respeito, bem como, a implementação de ações tendentes ao crescimento económico, social e cultural do concelho e, consequentemente, de cada indivíduo. Projetos como a Casa do Conhecimento, iniciativas como a Bienal Internacional de Arte Jovem e o programa Vila Verde, Vila Criativa, Namorar Portugal ou o projeto ambiental Escola + Verde, entre muitos outros, estão completamente enquadrados com  os principios fundamentais defendidos na Carta das Cidades Educadoras que o Município desenvolve de forma integrada e com todos os atores locais.

0 comentários:

Enviar um comentário

 
;