quinta-feira, 28 de julho de 2016 0 comentários

A Casa do Conhecimento no Centro de Artes e Cultura com a Impressão 3D











Inserida na semana “Férias de Verão - Verão com Arte”, a Casa do Conhecimento esteve presente no Centro de Artes e Cultura de Vila Verde com a atividade “A casa do Conhecimento no Centro de Artes e Cultura com a Impressão 3D”, na manhã do dia 21 de julho.
Um grupo de 48 alunos com idades compreendidas entre os 7 e os 17 anos tiveram oportunidade  de perceber  a “magia” da Impressão 3D. Inicialmente apresentaram-se alguns conceitos sobre a Impressão 3D, posteriormente o grupo teve oportunidade de observar alguns objetos imprimidos e um processo de impressão.
Como lembrança da atividade foi deixada uma ocarina, previamente impressa, para experimentação do grupo.
No final da atividade o contentamento dos participantes era evidente.

quinta-feira, 9 de junho de 2016 0 comentários

MobiCurtas 4ª Edição – Encerramento

O MobiCurtas 4ª edição, uma atividade da Casa do Conhecimento em parceria com a Rede de Clubes Casa do Conhecimento, viu encerrado na manhã de 7 de junho, um ciclo de exibições de curtas-metragens produzidas pelos alunos dos Agrupamentos de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, Prado, Vila Verde, Escola Secundária de Vila Verde e Escola Profissional Amar Terra Verde. Durante 4 meses o MobiCurtas foi parte integrante das escolas do nosso concelho, despertando e focando o “olhar” dos alunos para microssituações no seio do macro contexto escolar. O tema “A Escola” foi descortinado por olhares focados que possibilitaram visões únicas da realidade escolar, transportando-nos para um conjunto de visões múltiplas dessa mesma realidade. Cenários como a sala de aula, a biblioteca, o refeitório os corredores e os espaços exteriores foram usados como suporte para a captação de imagens.
A técnica de "Time Lapse" foi lançada como desafio para esta atividade e plenamente alcançada, na opinião do Engº. Adelino Silva, que desenvolveu junto dos alunos alguns workshops sobre aquela técnica.
Para este ciclo de exibições foram selecionadas pelos docentes orientadores 13 curtas-metragens que envolveram 24 alunos, no entanto a atividade possibilitou que mais de 150 alunos experimentassem a técnica de "Time Lapse" e produzissem diversas curtas-metragens. O MobiCurtas é na opinião dos docentes uma mais-valia, pois é sempre constituída de novos e diferentes desafios com enquadramento nos conteúdos programáticos. A opinião dos alunos é também convergente, pois consideram gratificante participar no MobiCurtas, sobretudo quando o seu esforço e empenho obtém o reconhecimento público de mais de 150 colegas que assistiram à exibição.
Foram exibidas as seguintes curtas-metragens:
A Cigarra e a Formiga, de André Filipe Barbosa e Inês Costa Chaves (ESVV);
Dia de Estudante, de Daniel José Azevedo, Nuno Miguel Ferreira e Tiago Cláudio Pereira (AEP);
A Escola, de Filipa Rebelo, Andreia Rocha e Lucie Ribeiro (EPATV);
Contra o Bullying, de Sandra Barroso, Juliana Silva e Ângela Castro (EBVV);
A Escola, de Francisco Manuel Borges, Mafalda Mourão Lima e Rui Alexandre Malheiro (AEP);
A Verde Escola, de Luís Fernandes e Tiago Mesquita (EBVV);
A Escola, de Ana Carneiro, Andreia Queiroz, Júlia Malheiro (EPATV);
Tempo Escolar, de Ângelo Gabriel Gomes e Paulo Diogo Freitas (AEP);
Student's Movement, João Vilas Boas e Bruna Ribeiro (EBVV);
Meeting Point, de Diogo Pires, Marcelo Faria e Miguel Mota (AEMRN);
A Escola, de (EPATV);
Hora de "Vambora"!, de Lara Magalhães, Paula Rocha, Wesley Schumaher (AEMRN);
O Desenho, de Fábio Madeira Lopes, Ricardo Daniel Vieira e Simão Silva Melo (AEP);

Ao longo de quatro edições o MobiCurtas mantém o seu carisma inovador, desafiando os jovens a utilizarem as tecnologias digitais para a produção de conteúdos, em contextos pedagógicos.


quarta-feira, 25 de maio de 2016 0 comentários

Arranque do ciclo de exibições do MobiCurtas - 4ª Edição

A última fase do MobiCurtas - 4ª Edição encontra-se a decorrer desde o dia 18 de maio, com um ciclo de exibições das curtas-metragens produzidas pelos alunos do concelho, com a técnica de “Time Lapse”. Um conjunto de 10 curtas-metragens subordinadas ao tema “A Escola” retratam o ambiente escolar numa perspetiva única e apelativa. A técnica de “Time Lapse” despoletou nos participantes um “olhar” diferente, levando-os a captar essências no ambiente escolar impercetíveis ao olhar comum. Mensagens múltiplas e diferenciadas foram transmitidas num contínuo de imagens carregadas de pormenores de cor, luz, movimento, intensidade e velocidade.
segunda-feira, 11 de abril de 2016 0 comentários

Apresentação dos jogos Digital Fruits

Na tarde de 6 de abril, na Sala Polivalente da Biblioteca Professor Machado Vilela foi apresentado um conjunto de jogos resultantes da atividade “Digital Fruits”, desenvolvida pela Casa do Conhecimento e pela Rede de Clubes Casa do Conhecimento, numa parceria com o Serviço de Educação, no âmbito do Programa Europeu do Regime de Fruta Escolar. Este Programa prevê a distribuição de uma fruta ou legume, duas vezes por semana, a todas as crianças que frequentam o 1º ciclo do ensino básico, como incentivo ao consumo destes produtos  e como prática para uma alimentação saudável e equilibrada.
Durante alguns meses o “Digital Fruits” envolveu 16 alunos e alguns docentes dos Agrupamentos de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, Prado, Vila Verde e Escola Secundária de Vila Verde com o objetivo de incentivá-los a aventurarem-se na Programação Criativa. Desta aventura resultaram nove jogos, com características diversificadas, sobre a temática da fruta e que tiveram como primeiros utilizadores os alunos da EB1 de Esqueiros. Estes pequenos utilizadores mostraram-se muito satisfeitos com os jogos, apreendendo rapidamente a sua dinâmica e funcionalidades, que lhes foi explicada pelos autores dos jogos. Estes, por sua vez, sentiram-se realizados ao verem o seu esforço ser reconhecido e apreciado por tantas crianças. “Eles estão muito contentes. Só agora é que estão, efetivamente, a sentir o impacto e a ter noção da abrangência de todo o trabalho que realizaram” referiu uma das docentes que apoiou um grupo de alunos que participou no “Digital Fruits”.
O “ Jogo do Pinguim e as Frutas”, o “Jogo da Memória”, “Labirinto”, “Digifruits”, “Shaka Fruits”, “Fruta”, “Procura”, “Pac_Fruits”, “Star_fruits” são os jogos que irão ser distribuídos a cerca de 2000  alunos do 1º ciclo das escolas básicas do concelho, como medida de acompanhamento do Programa Regime de Fruta Escolar.
Segundo Júlia Fernandes, Vereadora da Educação, Cultura e Ação Social “esta foi uma atividade pioneira em todo o país”, pois, pela primeira vez, um Concelho lançou um desafio deste género aos seus jovens, proporcionando a alunos de 2º, 3º ciclos e secundário a oportunidade de produzirem conteúdos lúdico-pedagógicos para alunos do 1º ciclo, recorrendo à programação criativa e a meios digitais. Esta iniciativa é mais uma ação do Município de Vila Verde como membro da Rede Territorial das Cidades Educadoras.

quarta-feira, 23 de março de 2016 0 comentários

Colóquio “Crianças, Cidade e Cidadania”

A equipa da Casa do Conhecimento esteve presente no colóquio internacional “Crianças, Cidade e Cidadania”, nos dias 17 e 18 de março, no Centro Cultural Vila Flor, Guimarães.
Este colóquio teve como objetivo refletir sobre as condições de vida e as formas de participação das crianças na cidade através de experiências práticas de realidades nacionais e internacionais.
“As crianças e os jovens são cidadãos de pleno direito e vivem intensamente as diferentes possibilidades que a vida urbana oferece – na ocupação do espaço público, no usufruto dos serviços educativos ou de saúde, na utilização dos museus, casas de espetáculo e galerias, no acesso ao património edificado, na frequência das praças, parques e jardins, na circulação pelos espaços comerciais, na mobilidade pelas ruas e avenidas. Mas as crianças vivem a cidade à sua maneira e debaixo das condições que lhe são proporcionadas pelas políticas urbanas e pelos constrangimentos e possibilidades oferecidos pela organização da cidade e dos seus equipamentos e serviços.” (in, ADCL – Associação para Desenvolvimento das Comunidades Locais).
O município de Vila Verde integra a Rede Territorial das Cidades Educadoras, adotando políticas municipais orientadas para as crianças e jovens, procurando formas de participação dos mesmos, na cidade tornando-o um espaço urbano mais humanizado, coeso e inclusivo.

terça-feira, 22 de março de 2016 0 comentários

“Memórias na Praça “ - Visita à AO-Norte

Na tarde de 16 de março, a Casa do Conhecimento promoveu a visita do grupo de teatro VerdEmCena às instalações da AO-Norte - Associação de Produção e Animação Audiovisual, em Viana do Castelo, no âmbito da iniciativa “Memórias na Praça”.
Este grupo de jovens,  acompanhado pela equipa da Casa do Conhecimento,  pelas professoras Ana Cristina Oliveira, coordenadora do Clube de Teatro e  pela professora Helena Oliveira, visitaram os estúdios da AO Norte onde tiveram a oportunidade de perceber os processos de edição e montagem de som e de vídeo, na curta metragem “Carta ou email?”, na qual participaram.
Foi com entusiasmo que estes jovens apreenderam toda uma dinâmica que envolve a produção de um filme.



terça-feira, 8 de março de 2016 0 comentários

MobiCurtas 4ª Edição – Workshops de Time Lapse

No âmbito da atividade MobiCurtas 4 ª Edição foram desenvolvidos nos dias 24, 29 de fevereiro e 2 de março, quatro workshops para 90 alunos dos 7º ao 12º anos  de escolaridade e 9 professores dos Agrupamentos de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva,  Prado, Vila Verde, Escola Secundária de Vila Verde e  Escola Profissional Amar Terra Verde. Estes workshops tiveram lugar no auditório da EB2,3 de Moure, na biblioteca da EB2,3 de Prado e no Salão Nobre do Município de Vila Verde, sendo apresentados pelo Engº Adelino Silva e pela equipa da Casa do Conhecimento.
Os workshops versaram sobre o processo cinematográfico de Time Lapse, fazendo uma breve abordagem à história da fotografia e do cinema, tendo como curiosidades a primeira fotografia tirada e o primeiro filme produzido, de forma a evidenciar estes dois processos como a base da técnica apresentada. Todo o método de produção de um Time Lapse foi apresentado recorrendo a alguns filmes com características diferenciadas, exemplificando contextos e temáticas diversas.
A  reação do público foi positiva e participativa, proporcionando um momento descontraído de aprendizagem.
Estes workshops lançaram o desafio à criatividade dos alunos, levando-os a olhar o meio envolvente, perscrutando-o numa perspetiva cinematográfica, de modo a encontrarem na temática - “A Escola” o enredo para o seu Time Lapse.
Aguarda-se com expectativa  a exibição das curtas-metragens produzidas, no dia 2 de maio  no salão Nobre do Município de Vila Verde.

 
;