quinta-feira, 17 de dezembro de 2015 0 comentários

"Digital Fruits" – 1º Workshop

"Digital Fruits", uma atividade da Casa do Conhecimento no âmbito do programa Europeu do Regime de Fruta Escolar, teve o seu primeiro de três workshops, na tarde de 16 de dezembro. "Digital Fruits", é uma atividade de programação criativa que tem como objetivo desafiar os participantes a criarem uma aplicação ou um jogo digital, cujos elementos principais sejam frutas e hortícolas. No "Digital Fruits" qualquer linguagem de programação pode ser utilizada desde que permita criar uma interação. O Scratch foi scolhido como ambiente de desenvolvimento, por ser simples, com base na criação de sequências de comandos, organizadas por blocos divididos em categorias que depois de selecionados são encadeados de forma a produzirem as ações pretendidas. Um grupo de 16 alunos e respetivos professores orientadores dos Agrupamentos de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, Prado, Vila Verde e Escola Secundária de Vila Verde familiarizaram-se com as funcionalidades do Scratch de forma a criarem os seus conteúdos e interações, avançando no universo da programação criativa.
0 comentários

Robótica Criativa

A equipa da Casa do Conhecimento dedicou o dia 15 de dezembro à realização de uma  formação interna  na área da robótica.  Esta temática constitui-se  num centro de interesse  pelo seu carácter didático, lúdico e diferenciador, possibilitando processos de aprendizagem alternativos que promovem  a programação, a construção, a  colaboração e a motivação.
0 comentários

Presépios do Município de Vila Verde

A III Edição dos Presépios do Município de Vila Verde contou com a participação da Casa do Conhecimento, com a apresentação de um  presépio cujo elemento de destaque era um QR Code com uma mensagem natalícia.
sexta-feira, 11 de dezembro de 2015 0 comentários

Memórias na Praça - Carta ou email?

A atividade Memórias na Praça, com “Carta ou email?” teve, na tarde de 9 de dezembro, mais uma etapa no seu desenvolvimento.  As últimas filmagens foram realizadas nas Praças mais emblemáticas de Vila Verde – Praça 5 de Outubro, Praça da República e Praça de Lohmar. Esta fase contou com a participação de mais três elementos do Clube de Teatro VerdEmCena:  Inês Serrão, Bruno Couto e Juliana Magalhães.
Brevemente serão apresentadas outras ações no âmbito desta iniciativa...


quinta-feira, 26 de novembro de 2015 0 comentários

Memórias na Praça


No dia 18 de novembro, a Casa do Conhecimento de Vila Verde em parceria com a AO-Norte – Associação de Produção e Animação Audiovisual, de Viana do Castelo avançaram com a iniciativa “Memórias na Praça”, uma atividade  com alguns meses de preparação e que tem como convidado especial o Clube de Teatro VerdEmCena, da Escola Secundária de Vila Verde. Pretende-se que “ Memórias na Praça” seja uma atividade de caratér inovador para o centro urbano de Vila Verde, procurando, de certa forma, reavivar as suas memórias à luz das tecnologias audiovisuais, envolvendo os jovens do concelho.  O aspeto fulcral da atividade reside na realização de um pequeno filme, por uma equipa profissional, com base num guião original, proposto pelo grupo selecionado.
Após um primeiro encontro para apresentação das equipas intervenientes, definição de estratégias de ação e reconhecimento dos espaços de filmagem procedeu-se, no dia 25 de novembro, à primeira fase filmagens de “Carta ou email?”. Este foi o momento em que os jovens atores, tiveram a oportunidade de demonstrar todo o seu empenho, esforço, talento e dedicação. A equipa da AO-Norte, composta por Miguel Arieira e Raquel Gonçalves técnicos audiovisuais estiveram durante a tarde deste dia, com Marina Escadas, Gabriel Machado, Carla Antunes e Eduarda Sousa membros do Clube de teatro VerdEmCena, coordenado pela professora Ana Cristina Oliveira, com o apoio das professoras Helena Oliveira e Eduarda Ribeiro.
Obedecendo criteriosamente a todos os momentos para a produção de um filme, esta atividade irá decorrer em várias etapas, pelas Praças de Vila Verde.


0 comentários

Palestra "Estratégias de Promoção RFE" - Desafio criativo da aplicação das tecnologias digitais

Na tarde de 25 de novembro, no Salão Nobre do Município de Vila Verde estiveram reunidos cerca de 70 alunos e alguns professores dos Agrupamentos de Escolas de Moure e Ribeira do Neiva, Vila Verde, Prado e Escola Secundária de Vila Verde a assistir à palestra  - Estratégias de Promoção – Regime de Fruta Escolar - proferida pelo Dr. Rui Matias Lima, da Direção Geral de Educação. Esta  palestra teve como objetivo apresentar e elucidar os alunos presentes sobre o Programa Regime de Fruta Escolar (RFE), na sua dupla vertente de distribuição de frutas e hortícolas e de implementação de medidas de acompanhamento. Este encontro assumiu também um importante cariz educativo e de sensibilização para o benefício do consumo diário de frutas e hortícolas. O RFE, é um programa europeu, que prevê a distribuição de uma fruta ou legume, duas vezes por semana, a todas as crianças que frequentam o 1º ciclo do ensino básico.
A sessão de abertura esteve a cargo da Vereadora de Educação, Cultura e Ação Social, Dra. Júlia Fernandes, que após uma breve apresentação do Programa, lançou o desafio aos alunos que vão participar na atividade para a  criação de uma  aplicação ou jogo digital em que a fruta seja um elemento fundamental. Este jogo é destinado aos alunos do 1º ciclo das escolas do concelho de Vila Verde, cujo objetivo é sensibilizar  as crianças e suas família para o consumo de frutas e hortícolas, como prática de uma alimentação saudável. Uma vez que a criação desta aplicação/jogo ficará a cargo de docentes e discentes de níveis de ensino que não estão familiarizados com o Programa, foi fundamental esta iniciativa para o necessário enquadramento às ações seguintes.
Esta iniciativa do Município de Vila Verde é o resultado de uma parceria entre o Serviço de Educação e a Casa do Conhecimento, que constituirá mais um desafio criativo da aplicação das tecnologias digitais em contextos lúdico-pedagógicos, concretamente nas linguagens de programação.


quinta-feira, 12 de novembro de 2015 0 comentários

A Casa do Conhecimento recebe o Sonorium da Digitópia / Casa da Música

Nos dias 10 e 11 de novembro, a Casa do Conhecimento em parceria com a Digitópia / Casa da Música desenvolveu uma atividade dirigida à produção e criação musical de forma alternativa, no Centro de Artes e Cultura de Vila Verde.
A Digitópia / Casa da Música apresentou uma das suas criações - O Sonorium - um instrumento virtual eletrónico que reage e interpreta todo e qualquer movimento captado. O movimento corporal é o interface para a produção de sons, em que a simples ação de mover braços e pernas é suficiente para produzir um efeito sonoro. Este instrumento é passível de ser explorado individualmente ou em grupo.
O dia 10 foi reservado para a instalação do Sonorium, o dia 11 destinado a uma mostra experimental dirigida a alunos do curso vocacional da EB2,3 de Vila Verde e a formação técnica para a equipa da Casa do Conhecimento.
Durante a atividade uma turma de 12 alunos experimentou o Sonorium e de uma forma lúdico-pedagógica, tirou proveito de uma sala que se apresentava praticamente vazia. A exploração desse espaço vazio através de movimentos corporais simples, como andar, balançar, baixar levantar... foram essenciais para que uma pequena câmara, os captasse e traduzisse numa sequência de sons.
O Sonorium permitiu transformar o espaço num instrumento, através do mapeamento sonoro desse mesmo espaço e será uma mais-valia no espólio expositivo do edifício da Casa do Conhecimento.





 
;